• personalchefsbr9

Dieta Low Carb - Dica da Nutri

Você já conhece a Dieta Low Carb? Entenda como funciona e seus benefícios.

O termo Low Carb Diet – LCD e Very Low Carb Diet – VLCD no português significa dieta de baixo carboidrato e de muito baixo carboidrato, onde ambas, quando prescritas pelo profissional Nutricionista, possuem como principal objetivo restringir o percentual de carboidratos que normalmente as recomendações indicam para os indivíduos saudáveis ou que precisam de uma intervenção nutricional para tratamento de patologias referentes.


Estudos têm demonstrado efeitos positivos nos parâmetros nutricionais de pacientes com excesso de peso após o uso de dietas com este tipo de estratégia, influenciando de forma importante e positiva na:

  • Redução do índice de massa corpórea, IMC

  • Melhorando a composição corporal

  • Controlando a pressão arterial

  • Melhorando o perfil glicêmico e lipídico

  • Desinflamando todo organismo

Quando há o consumo em excesso de carboidratos, o organismo tem a tendência de estocar esse excesso de energia em forma de gordura para utilizar quando necessário. E para que isso não ocorra, o ideal é você consultar um profissional da área qualificado para iniciar a Dieta Low Carb, assim, a estratégia será aplicada conforme a sua necessidade, rotina e principalmente individualidade biológica.

De forma geral, é indicado iniciar por uma reeducação alimentar, e para isto é preciso evitar alimentos ultraprocessados, carboidratos refinados como farinha de trigo, açúcares, refrigerantes e incluir alimentos naturais e minimamente processados.


Alimentos e fontes alimentares indicados na Dieta Low Carb:


  • Frutas, legumes que crescem “para cima da terra” e verduras

  • Carne, frango, peixe e ovos

  • Queijos e manteiga

  • Azeite e óleo de coco

  • Oleaginosas: amêndoas, nozes, avelãs e castanhas

  • Grãos e sementes: gergelim, chia, linhaça e girassol

  • Chás e café (sem açúcar)


Dentro da estratégia Low Carb, se este for compatível com a sua realidade, as proteínas de alto valor biológico e as gorduras de fonte são muito bem inseridas, já que trazem uma maior saciedade e balanço mais adequado em vitaminas e minerais. E como nosso corpo precisa de energia, essa redução de carboidratos no nosso organismo deve ser compensada com o aumento do consumo de proteínas como carnes, ovos, queijos e de gorduras boas como nata fresca, azeite e castanhas.

Evite consumir em excesso e de forma isolada em sua rotina diária, alimentos que sejam de alto índice glicêmico e que podem a longo prazo aumentar o risco de desenvolvimento de doenças. Segue alguns exemplos:

Açúcares refinados, melaço, refrigerantes, sucos industrializados (de caixinha) e doces ricos em açúcar.

Alimentos ultraprocessados como: presuntos, mortadela, salsicha, margarina, nuggets e afins;

Derivados de trigo refinado: pães, bolos, salgadinhos, biscoitos e bolachas.



Comece a sua Dieta Low Carb


É indicado priorizar os carboidratos integrais, como os do arroz integral, legumes e verduras, assim como as gorduras, que devem vir principalmente das oleaginosas, como castanhas e amêndoas, azeite de oliva e peixes. As saturadas, das carnes embutidas, processados e cortes gordos do boi e outros animais, são reduzidas, como é a orientação para toda alimentação equilibrada. E citado anteriormente, para iniciar este tipo de estratégia, consulte um nutricionista, para trazer resultados saudáveis, já que a quantidade de carboidratos reduzida precisa ser calculada de acordo com o metabolismo de cada indivíduo.


Conheça o nosso Kit Low Carb indicado pela Nutricionista Maria Lacerda.





26 visualizações0 comentário